PREVISÕES PARA ABRIL DE 2017 – MÊS DE RETOMADAS E REAVALIAÇÕES

Estamos chegando ao mês de Abril de 2017, um mês muito significativo e de mudanças de rotas na vida coletiva individual.

Isso porque vários planetas ficarão retrógrados ao mesmo tempo.

Entre os dias 09 e 15 de Abril teremos os planetas Mercúrio, Vênus, Júpiter, Saturno e Plutão em movimento retrógrado.

Toda vez que um planeta fica retrógrado sua energia passa a se manifestar mais interiormente do que externamente.

Por isso, Abril de 2017 será o mês em que muitos de nós terão de lidar com processos internos e até certo ponto inconscientes a fim de desatar alguns nós que precisam ser desatados.

É fundamental que esse trabalho interno seja realizado para que nós possamos colher os frutos positivos quando esses planetas voltarem ao movimento direto.

QUAL O EFEITO DOS PLANETAS RETRÓGRADOS EM NOSSA VIDA?

Resultado de imagem para turn back

Com tantos planetas retrógrados, Abril será um mês de retomadas e de reavaliações de algumas situações que nós já estamos percebendo que não cabem mais em nossas vidas ou que necessitam ser reformuladas.

Seja na área dos relacionamentos, finanças, carreira, saúde ou na espiritualidade, nós seremos chamados a retornar a um certo ponto deixado lá trás e arrematar algo que ficou faltando.

Abril é tempo de ajustes, pessoal. E para isso temos que estar de mente aberta ao novo e flexíveis para conosco mesmo, em primeiro lugar, e para com os outros.

Numa época marcada pelo individualismo exacerbado e pela intolerância, será um exercício fundamental avaliar o passado por um ponto de vista diferente do qual tem olhado. Vamos tentar, pessoal?

Tenho certeza que descobrirá novas ideias e poderá revitalizar seu projeto de vida a partir do momento que abrir seu mundo para as ideias e modos de vida diferente dos seus.

Para aqueles que tiverem maior dificuldade ou resistência em fazer isso, virão situações não muito agradáveis, tanto no nível individual, quanto coletivo.

QUAIS SÃO OS SIGNOS MAIS AFETADOS PELA RETROGRADAÇÃO COLETIVA DE ABRIL?

Resultado de imagem para PEOPLE

As pessoas mais afetadas por essas energias de retrogradação planetária serão ao dos signos de Touro, Peixes, Libra, Sagitário e Capricórnio.

Mercúrio retrogradando em Touro a partir do dia 09, nos fará  refletir alterar alguma coisa no campo do nosso sustento básico, pois pode aparecer um sentimento de insegurança em relação à vida financeira. Não se deixem autossabotar por este sentimento, pessoal.

Vênus retrogradando em Peixes fará com que algumas dúvidas e medos em relação aos relacionamentos possam atrapalhar a vida social.

Júpiter que já faz algum tempo que está retrógrado em Libra continuará atrasando as reformas sociais e os debates sobre avanços nas leis continuarão presos à conceitos antigos e pouco eficazes. Aqui é necessário buscar novos paradigmas a fim de que se possa levar com sucesso as transformações sociais que virão de forma rápida assim que Júpiter voltar ao movimento direto em junho, quando tudo o que está meio parado no campo das reformas sociais e nas leis vai dar uma arrancada.

Saturno retrógrado em Sagitário exporá a falta de estrutura na condução dos projetos de longo prazo e chamará a atenção para que voltemos algumas casas atrás a fim de dar estrutura para coisas que negligenciamos ou desprezamos.

Por fim, Plutão novamente retrógrado em Capricórnio vai atingir a vulnerabilidade de pessoas, famílias, nações e governos, apontando para transformações internas necessárias para a cura de antigas sombras que carregamos conosco.

PONTO DE VIRADA: LUA CHEIA DE ABRIL

Resultado de imagem para FULL MOON

Em relação a isso, é importante destacar a Lua Cheia do dia 11 de abril de 2017 que dará um novo impulso a uma configuração astrológica que já vem atuando faz alguns meses: a quadratura T entre Plutão, Júpiter e Urano.

Essa configuração T tem sido responsável pelos acontecimentos surpreendentes que vem quebrando conceitos arraigados de forma inesperada e contundente. O cenário de intolerância e extremismo ficará acentuado. Viveremos mais um período em que enfrentaremos dolorosamente o resultado das sombras que projetamos no mundo com nossa indiferença, individualismo e ódio ao diferente.

Durante a Lua Cheia de Abril de 2017 será aberto um Portal e mais uma onda de luz entrará no planeta com o objetivo de processar sombras relacionadas a esse ódio crônico que a humanidade tem expressado atualmente.

Toda cruz formada no céu é um desafio e, especialmente na semana na Páscoa, essa cruz trará o sacrifício de velhas formas e ideias que já não cabem num mundo de tolerância, igualdade e paz que sonhamos construir.

Mas para isso, muita coisa ruim virá a tona, a sombra da humanidade a ser processada pelas energias deste portal que se abrirá no dia 11 de abril.

Quem estiver com a cabeça aberta para aceitar as transformações sociais atuais em vez de lutar odiosamente contra elas receberá uma ajuda de Júpiter que preservará a pessoa desses processos de resgate coletivo.

A boa notícia é que Marte e Plutão estarão fazendo um conversa positiva nos céus, facilitando todas as iniciativas de transformação e dando impulso aos processos de regeneração e cura, individual e coletiva.

Outro aspecto positivo de Abril ocorrerá entre Saturno e Urano, que nos possibilitará estruturar o novo de forma confiável e sustentável.

O RESGATE DA DEUSA MÃE – EM BUSCA DO FEMININO EXCLUÍDO

Resultado de imagem para MOTHER GODDESS

Um outro aspecto importantíssimo de abril será a conjunção de Vênus retrógrada com Quíron no signo de Peixes. A questão do feminino excluído da nossa sociedade e da espiritualidade virá à tona. As feridas da mãe natureza e o Divino feminino terão sua dores expostas. As agressões ao meio ambiente e a forma como tratamos socialmente as mulheres terão projeção nesse período.

Muita sombra coletiva que lançamos sobre o feminino terá de ser processada e veremos os dois extremos: situações de castração e violência ao feminino e situações de libertação e exaltação da feminilidade em nossa sociedade.

Por meio de eventos-contraste, dançamos pelo mundo de dualidades e fazemos nossa síntese em direção ao futuro.

A dica para atravessarmos Abril é nos conectarmos com essa parcela feminina da divindade que há em nós e buscar meios de curar as feridas mais profundas da nossa alma.

A questão que fica: você sabe qual é a maior ferida que carrega em sua alma?

Uma boa reflexão, especialmente nesse período de Páscoa.

Para saber mais, acesse o Urânia Cast, o podcast do Astrologia Sistêmica clicando aqui

Se você gostou deste artigo, compartilhe-o nas redes sociais e deixe seu email na caixa abaixo para receber nossas atualizações.

Gostou deste artigo? Então, deixe um comentário or inscreva-se RSS feed para receber as novidades do site

Carlos Harmitt

Astrólogo e pesquisador do Pensamento Sistêmico e das Constelações Sistêmicas.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestYouTube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *